Aos 23 anos, jovem que foi trocado na maternidade conhece pais biológicos

16 de outubro de 2018 - 11:31 | Postado por:

Aos 15 anos, Wandré Pohl, hoje, com 23 anos, fez um exame de DNA e descobriu que não era filho biológico de Gislene Diogo, de 38 anos, moradora de Rondonópolis (214 quilômetros de Cuiabá). A família entrou na Justiça e o “mistério” virou caso de polícia. Após uma longa investigação, ele conheceu os pais biológicos e Gislene reencontrou o filho, Leonardo dos Anjos, que foi trocado na maternidade. A história foi destaque no Fantástico, exibido no último domingo (14) na Rede Globo.

Leia mais:
Após 15 anos, mulher faz exames de DNA e descobre que filho foi trocado na maternidade

Em setembro deste ano, Gislene Diogo da Silva fez um post no Facebook pedindo ajuda para encontrar seu filho biológico. Após um  exame de DNA feito há oito anos, a pedido do próprio filho Wandré, na época com 15 anos, ela procurava o filho biológico, que nasceu no mesmo dia e não tem nenhuma pista da localização dele. Gislene entrou com uma ação contra o hospital, e a Polícia Civil investigou o caso.

“Saiu o resultado e eu fiquei arrasada. Você saber que tem um filho ali e de repente ele não é seu. Você criou, amamentou e não é teu filho biológico. É desesperador”, confessou Gislene à reportagem. “Eu chorava bastante. Eu pensava que meu pai não seria mais o mesmo comigo, que minha mãe não seria mais a mesma comigo. Ai você fala: ‘mas da onde que eu vim?’”, questionava Wandré.

As suspeitas começaram quando Wandré ainda era criança. As características físicas eram totalmente diferentes dos pais e dos irmãos, gerando desconfiança de que ele não seria filho do mesmo pai. Wandré pediu para a mãe fazer o exame para provar aos irmãos que eles estavam errados.

Gislene teve um rápido relacionamento com o advogado Sival Pohl Moreira e mesmo não havendo dúvidas quanto à paternidade do filho, ela decidiu fazer o exame. No entanto, o resultado foi ao contrario do esperado. Wandré não era filho de Sival nem de Gislene.

A troca começou a ser alvo de duas investigações: uma na Polícia Civil de Mato Grosso e outra em um processo judicial, acompanhado pelo Ministério Público Estadual (MPE). Em 2010 iniciou a busca pelas mães que tiveram bebê na Santa Casa de Misericórdia do município, em fevereiro de 1995.

Em nota, a Polícia Civil de Mato Grosso informou que o inquérito em que se apurava a  troca de bebês foi aberto em 2012, pelo delegado João Paulo Andrade Farias, após solicitação de Wandré. No entanto, conforme a reportagem, uma nova delegada assumiu o caso, indignada com o tempo de espera na documentação com os nomes dos bebês que nasceram no mesmo período.

“Me chamava a atenção o nascimento de um bebê às 6h15 do dia seguinte”, contou delegada a frente do caso, Juliana Carla Buzzeti.

Leonardo dos Anjos, 23 anos, foi quem nasceu na manhã seguinte de Wandré. Acionado pela delegada, ele também foi submetido a um exame de DNA e descobriu que não era filho biológico da mãe e do pai.

Em outro exame, Leonardo e Wandré descobriram que haviam sido trocados na maternidade e um morava com a família do outro. A angústia terminou em uma festa de família. “O amor só aumentou. O afeto só aumentou. A cumplicidade só aumentou”, contou Wandré.

“São pessoas fantásticas, cada um com seu carisma, cada um com uma palavra de conforto. Amei conhecer cada um de vocês. Agradeço a vocês de todo o meu coração”, disse Gislene, em uma publicação no Facebook, onde compartilha fotos com os novos familiares.

Confira a reportagem completa veículada no Fantástico AQUI.

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=451077¬icia=aos-23-anos-jovem-que-foi-trocado-na-maternidade-conhece-os-pais-biologicos

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo