Após dois meses, servidores do Detran decidem encerrar greve

10 de novembro de 2017 - 09:31 | Postado por:

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT) decidiram, nesta quinta-feira (9), durante assembleia geral, pôr fim à greve iniciada há dois meses.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Sinetran-MT), Daiane Renner, os servidores retornaram ao trabalho já nesta sexta-feira (10).

Ela afirmou que a decisão pelo fim da greve ocorreu após uma reunião com o governador em exercício Carlos Fávaro (PSD), na última terça-feira (14).

Conforme a sindicalista, Fávaro prometeu conceder o reajuste salarial da categoria – principal reivindicação dos servidores – em 2019.

“Nós decidimos pelo retorno das atividades a partir de amanhã. Essa decisão foi resultado de um atendimento por parte do governador em exercício, Carlos Fávaro, à categoria na última terça-feira. Ele assumiu o compromisso com o sindicato em conceder o resultado salarial no ano de 2019”, afirmou.

“Então esse compromisso firmado neste momento, após a troca do negociador por parte do Governo do Estado, representou um avanço extremamente importante. Sabemos que a categoria não vai estar condenada a amargar, pelos próximos 10 ou 5 anos, a tabela salarial devassada da maneira como nós nos encontramos hoje depois de seis anos sem atualização”, completou.

Pelo acordo, conforme Daiane, o Governo se comprometeu documentalmente em retomar as negociações a respeito da tabela salarial e a conceder esse reajuste em 2019.

Conforme ela,  a Assembleia também aprovou uma emenda constitucional no teto de gastos que garante à categoria a negociação da tabela e outros direitos.

A sindicalista frisou que valor do reajuste ainda será discutido entre o sindicato e o Governo.

A greve

A greve da categoria teve início no dia 11 de setembro, em reivindicação por aumento salarial.

O sindicato alega que a tabela de salários está defasada desde 2011.

A greve ganhou destaque no dia 31 de outubro, durante uma manifestação realizada na porta do Palácio Paiaguás.

Na ocasião, os servidores bloqueavam uma das vias do Centro Político Administrativo (CPA) que dão acesso à sede do Governo e foram reprimidos com gás lacrimogêneo e spray de pimenta.

Na sequência, três deles foram algemados, colocados em uma viatura da PM e levados ao Cisc Planalto.

Fonte: Midia News

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo