Arena terá novo edifício em sete dias e ‘naming rights’ no fim do ano

10 de agosto de 2011 - 16:47 | Postado por:

Pouco mais de um ano depois do fechamento do antigo Palestra Itália, as obras da Arena Palestra ganham corpo e apresentam visíveis evoluções, que fazem o Palmeiras acreditar que o novo estádio ficará mesmo pronto no prazo combinado, abril de 2013. O primeiro prédio, o de vestiários das piscinas, tem data para ser entregue: no próximo dia 15, o Verdão já terá o espaço à disposição e deve demorar de duas a três semanas para equipá-lo. Além disso, outra boa notícia: a WTorre, construtora responsável pela Arena, está em conversas avançadas para fechar a venda dos “naming rights” (direitos de nome) sobre o estádio, que terá capacidade para 45 mil pessoas.

Dois candidatos, não revelados, estão no páreo. Rogério Dezembro, diretor de novos negócios da WTorre, diz que as empresas não são do Oriente Médio, com quem o Palmeiras cogitou parcerias recentemente. A Unimed fez proposta, mas a construtora considerou muito baixa – a oferta era de cerca de R$ 65 milhões. Agora, a expectativa é de fechar os direitos de nome por R$ 180 milhões, em acordo válido por oito ou dez anos. O nome da nova arena palmeirense deve ser anunciado no fim do ano.

– O mercado brasileiro não é tão interessante para o Oriente Médio, por isso fica difícil conseguir algum parceiro por lá. Mas estamos encaminhados e otimistas nas conversas que estamos tendo – assegurou Rogério Dezembro.

A reportagem do GLOBOESPORTE.COM visitou o canteiro de obras e constatou que o ritmo está acelerado. A WTorre, construtora responsável pela Nova Arena, tem hoje cerca de 300 funcionários trabalhando diariamente. O número deve aumentar para 1.000 quando os prédios de quadras e administrativo ficarem prontos – a partir daí, o foco será voltado para o estádio propriamente dito. A previsão de entrega total do complexo segue a mesma: abril de 2013.

Com a inauguração dos vestiários, que estão em fase final de acabamento, um último lance de arquibancadas poderá ser demolido (aquele onde ficavam os visitantes). O setor deve ser derrubado em apenas três dias, e depois disso já será possível iniciar as fundações naquela área. Das 800 estacas previstas para a sustentação da obra, cerca de 120 já foram instaladas em 15 dias – a maioria delas na região das antigas numeradas. Atrás desse setor, um centro de mídia com capacidade para 2.000 profissionais vai começar a ser erguido nos próximos meses.

obras na Arena Palestra  (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com) Vestiário das piscinas está quase todo acabado (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Arquibancada retrátil e cobertura próximos de acerto

obras na Arena Palestra (Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)Arena Palestra deve ficar pronta em 2013
(Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)

O planejamento também já chega ao estádio, que antes mesmo de ser erguido já deve ter uma série de contratos fechados para a modernização da nova casa. A construtora ainda estuda as propostas para a instalação de cadeiras retráteis, modernas e muito comuns na Alemanha, onde o torcedor gosta de assistir aos jogos em pé. O Palmeiras seria o primeiro clube brasileiro a adotar esse sistema, chamado Conceito Stehplatz. Quando as cadeiras são retiradas, o estádio ganha até oito mil novos lugares.

– É interessante pela cultura do nosso futebol, mas ainda estamos definindo. Há também a possibilidade de instalarmos cadeiras fixas, mas que “encolhem” quando o torcedor se levanta. Ela também facilita a circulação. Ainda estamos analisando orçamentos para escolher o que for mais vantajoso – comentou Rogério Dezembro.

A empresa que fará a cobertura metálica de todo o estádio também já está praticamente acertada, restando últimos detalhes de contrato. Por dentro e por fora, a Arena Palestra terá aspecto “entrelaçado”, no estilo de estádios erguidos para a Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, e África do Sul, em 2010. Após ajustes na posição do campo, a expectativa é de que o gramado tenha medidas maiores que o antigo, passando a possuir 110m x 75m, medida idêntica ao do Maracanã antes das obras. Para isso (e também para o complemento do anel de arquibancadas próximas às piscinas), uma parte do atual campo terá de ser demolida – incluindo um distintivo do Palestra Itália.

Sem medo do MP, construtora ergue prédios

O que posso garantir é que a documentação está toda regularizada”
Rogério Dezembro

As adversidades enfrentadas na realização da obra não são poucas. Sob fiscalização ferrenha do Ministério Público, a construtora já teve de responder a dois pedidos de paralisação das obras – o primeiro por conta da impermeabilização do solo, que não estaria adequada, e o segundo a respeito da um alvará que teria “caducado” e ficou sem validade. Nas duas oportunidades, as ações foram negadas pela Justiça em uma primeira instância.

– Tudo passou por um longo processo na Prefeitura, cerca de dois anos, o que posso garantir é que a documentação está toda regularizada – explicou Dezembro, que é o homem da Arena desde janeiro, quando deixou o departamento de marketing do Palmeiras e rumou para a WTorre.

Sem parar, as obras dos prédios de quadras e administrativo já têm esqueleto pronto e podem ser vistas das avenidas próximas ao estádio, no bairro da Pompéia. O ginásio para 1.500 torcedores, no primeiro piso do edifício de quadras, já tem a estrutura de arquibancadas praticamente pronta. No topo da construção, uma quadra de futebol society está no projeto.

Já o edifício administrativo tem seis andares e altura aproximada de 14 metros – um dos pisos, o da ginástica olímpica, tem pé-direito duplo. No alto desse prédio, um jardim planejado vai proporcionar visão panorâmica de todo o complexo. O torcedor espera que, já no início de 2013, a visão seja a mais otimista possível: do novo estádio pronto para receber os jogos do Verdão.

obras na Arena Palestra (Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo