Assunção decide mais uma vez, e Palmeiras abre vantagem na semi

18 de novembro de 2010 - 10:04 | Postado por:

Marcos Assunção decidiu novamente. Sempre ele. Com um gol em cada fase da Copa Sul-Americana, o volante deixou o Palmeiras com um pé na final da competição. Nesta quarta-feira, ele fez o gol da vitória por 1 a 0, sobre o Goiás, no Serra Dourada, pelo jogo de ida da semifinal. Agora a equipe paulista joga pelo empate no Pacaembu para avançar à decisão. Foi o quarto gol de Assunção no torneio continental  e o décimo pelo Verdão na temporada, dando ao volante o posto de goleador do time ao lado de Kleber.

Em uma partida decisiva para as duas equipes salvarem o ano, a disposição superou a qualidade técnica. O duelo foi bastante truncado no meio-campo, e os visitantes souberam usar melhor as suas armas ofensivas para chegar ao gol. O time do técnico Luiz Felipe Scolari marcou bem as bolas aéreas para Rafael Moura e garantiu a vitória em um petardo de Marcos Assunção no segundo tempo.

Na próxima quarta-feira, no Pacaembu, as duas equipes voltam a se enfrentar para decidir uma vaga na final. Quem avançar enfrenta o vencedor de LDU, do Equador, e Independiente, da Argentina. Antes disso, entram em campo pelo Brasileirão, no domingo. O Palmeiras encara o Atlético-MG, em Araraquara, enquanto o Goiás recebe o Santos, em Goiânia.

Torcida PalmeirasEm bom número, torcida do Palmeiras fez festa em Goiânia (Foto: Carolina Elustondo / Globoesporte.com)

 

Muitas faltas e pouca criatividade

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio e pela falta de inspiração de ambos. Até nas arquibancadas as duas torcidas verdes estavam em número praticamente igual, com leve vantagem para os goianos. Dentro de campo, o volume de jogo maior foi da equipe palmeirense, que chutou mais a gol, mas nada que justificasse uma superioridade no marcador.

Jogando em casa, o Goiás adotou o esquema 3-5-2 dando liberdade para os alas Douglas e Wellington Saci. Das duas dúvidas que o time tinha por problemas médicos, apenas Carlos Alberto se recuperou e começou jogando. Jones não foi nem para o banco, e Felipe foi titular. O time do técnico Artur Neto insistiu nos chuveirinhos para a área buscando o artilheiro Rafael Moura, mas a zaga adversária se portou bem. A única boa chance foi aos 30 minutos com Felipe, que acabou errando o alvo.

Já o Palmeiras sentiu falta de alguém para criar no meio-campo e suprir a ausência de Valdivia. Com Lincoln sem conseguir sair da marcação de Carlos Alberto, Tinga e Kleber tentaram se movimentar, mas o excesso de faltas dos donos da casa travou os visitantes, deixando Felipão irritado. Com isso, foi com o chutador Marcos Assunção que o Verdão levou perigo em três oportunidades. O volante tirou tinta da trave aos 6; aos 20, cobrou falta e, no rebote de Harlei,  Lincoln chutou em cima da zaga; aos 30, Assunção exigiu nova defesa do goleiro.

Assunção decide

A leve superioridade palmeirense ganhou reflexo no placar logo no início da segunda etapa. Aos três minutos, Marcos Assunção chutou de longe e marcou um golaço: 1 a 0. O volante já havia balançado as redes diante de Vitória, Universitario de Sucre e Atlético-MG pela Copa Sul-Americana.

Com o resultado positivo, o Verdão passou a ter mais tranquilidade e não precisou se desesperar para ir à frente. Kleber ainda teve boa chance de ampliar, mas Harlei fez ótima defesa. Por outro lado, o Goiás foi obrigado a sair mais para o ataque para evitar a derrota dentro de casa. Se por um lado Felipão tirou os meia Lincoln e Tinga para as entradas do volante Pierre e do zagueiro Leandro Amaro, fortalecendo a defesa, Artur Neto lançou os atacantes Otacílio Neto e Everton Santos nas vagas de Felipe, que saiu vaiado, e de Ernando.

A partir daí, o Goiás conseguiu chegar perto da área com mais frequência, mas pouco assustava Deola. Na grande chance, o goleiro defendeu chute de Otacílio Neto. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, o mesmo Otacílio Neto mandou a bola para as redes após cobrança de falta de Marcelo Costa, mas a arbitragem acertadamente assinalou impedimento.

Após o apito final, alegria do alviverde paulista e decepção dos goianos na primeira parte da semifinal. Sentimentos que podem ser confirmados ou alterados na próxima quarta-feira.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo