Boca elimina Fluminense com gol nos acréscimos de ‘El Tanque’

24 de maio de 2012 - 09:45 | Postado por:

A partida disputada na noite desta quarta-feira no Engenhão e que terminou empatada por 1 a 1 apresentou dois tempos absolutamente distintos. No primeiro, o Fluminense dominou as ações e o time adversário pouco atacou. No segundo tempo, o Boca subiu de produção e acabou conseguindo o gol quando todos acreditavam que a partida seria decidida na disputa de pênaltis.Um gol de Santiago Silva aos 45 minutos do segundo tempo acabou com o sonho do Fluminense de lutar pelo título da TaçaLibertadores. O Tricolor das Laranjeiras vencia com um gol marcado por Thiago Carleto no primeiro tempo quando o time argentino chegou ao empate e garantiu a classificação para a próxima fase.

O Fluminense começou a partida no ataque enquanto o Boca Juniors adotava uma posição mais cautelosa. Aos quatro minutos, Rafael Sobis fez boa jogada pela direita, entrou na área mas tentou o passe para Rafael Moura e Insaurralde bloqueou e mandou para escanteio. O primeiro chute do time argentino aconteceu aos seis minutos em chute de Rivero da intermediária que passou bem longe do gol defendido por Diego Cavalieri.

time brasileiro seguia pressionando mas sem encontrar o caminho para a área argentina que estava muito congestionada e sem dar espaços para as penetrações pelo meio. Os laterais Bruno e Thiago Carleto tinham liberdade mas seus cruzamentos eram facilmente rebatidos pelos zagueiros portenhos.

Aos dez minutos, Thiago Neves fez jogada individual driblando dois adversários, mas acabou dividindo a bola com Schiavi e desperdiçando a jogada. Aos 13 minutos, Bruno descobriu Rafael Mora e cruzou pelo alto mas o goleiro Orion saiu com precisão e fez a defesa.

Aos 17 minutos, o Fluminense marcou o primeiro gol. Em falta na intermediária, o lateral Thiago Carleto cobrou falta em chute rasteiro. A bola desviou em Rivero que estava na barreira e entrou no canto direito defendido pelo goleiro Orion. O curioso é que o pai do jogador tricolor havia sonhado ma véspera que o filho marcaria um gol de falta.

AFP

Santiago Silva, ex-jogador do Corinthians, fez o gol da classificação do Boca nos acréscimos do segundo tempo

A vantagem animou a equipe das Laranjeiras que aumentou a pressão em busca do segundo gol. Aos 19 minutos, Orion teve que sair nos pés de Bruno para evitar a conclusão. Aos 24 minutos, em outra falta a favor do time carioca, Thiago Carleto bateu mas não foi bem sucedido porque Santiago Silva rebateu de cabeça.

 

O Boca continua sem conseguir jogadas ofensiva porque as tentativas da equipe visitante eram sempre bem bloqueadas pela marcação tricolor. Aos 30 minutos, Thiago Neves tentou concluir dentro da área mas Roncaglia cortou na hora do chute e o jogador tricolor acabou se lesionando no lance. Aos 35 minutos, Carleto lançou Rafael Moura mas o atacante não conseguiu chegar na bola.

O time tricolor reduziu um pouco o seu ritmo ofensivo mas continuou com predomínio técnico na partida, impedindo que o Boca criasse uma jogada sequer que ameaçasse o gol defendido por Diego Cavalieri. Aos 40 minutos, Thiago Neves recebeu no lado direito da grande área, evitou a marcação e bateu de esquerda mas Orion defendeu com segurança.

Só aos 43 minutos é que o Boca chegou na área tricolor com relativo perigo. Em cobrança de falta efetuada por Riquelme, Schiavi ganhou da zaga mas mandou a bola bem longe do gol da equipe brasileira.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E o Boca Juniors retornou com uma postura mais agressiva. E logo aos dois minutos, Riquelme cobrou falta e Schiavi ganhou da zaga mas cabeceou para fora. O time argentino passou a trocar passes com mais velocidade e a pressionar a defesa tricolor em busca do gol de empate.Aos seis minutos, após cobrança de escanteio, Cavalieri dividiu com Cvitanich e aliviou o perigo.

O Fluminense encontrava dificuldades para retomar o ritmo da etapa inicial, principalmente por causa da atuação irregular de Thiago Neves. Mas aos 15 minutos, Thiago Neves fez um cruzamento perfeito para Rafael Sobi que entrava livre na pequena área mas o atacante concluiu com defeito e perdeu uma grande oportunidade de ampliar o marcador.

A partida piorou muito de qualidade técnica com excesso de passes errados e de faltas cometidas no meio campo para parar as jogadas. Aos 28 minutos, o técnico Abel Braga decidiu aumentar o poder ofensivo da sua equipe, trocando o meia Wagner pelo atacante Wellington Nem que estava há quase dois meses fora do time por força de um problema muscular.

Aos 31 minutos, Diego Cavalieri saiu do gol em cobrança de escanteio para evitar a conclusão de Santiago Silva. No minuto seguinte foi a vez do time brasileiro atacar em lance de bola parada mas o goleiro Orion acabou ficando com a bola. Aos 33 minutos, Thiago Neves errou ao tentar um passe na intermediária tricolor e a bola acabou nos pés de Santiago Silva que arriscou de fora da área mas mandou a bola para fora.

Aos 36 minutos, o Fluminense teve a melhor chance da segunda etapa para marcar o segundo gol. Depois de falha da zaga argentina após cruzamento de Carleto, a bola sobrou para Rafael Moura dentro da pequena área. O He Man demorou a concluir e quando chutou, permitiu que Schiavi aliviasse o perigo, mandando para escanteio.

O Boca Juniors marcou o gol do empate aos 45 minutos através de Santiago Silva que aproveitou o rebote de um chute de Sanchez que bateu na trave e empurrou a bola para as redes, garantindo a classificação do time argentino para as semifinais.

 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo