Campeonato Paulista valoriza a experiência de jogadores trintões

8 de fevereiro de 2011 - 11:10 | Postado por:

Ser experiente está em alta no futebol paulista. Afinal, são 84 jogadores com 30 anos ou mais na elite do estadual, com nomes consagrados, como Marcos, Rivaldo, Rogério Ceni, Ronaldo e Roberto Carlos, e outros que já foram destaque em algum momento e ainda não penduraram as chuteiras, como Alessandro Cambalhota, Paulo Isidoro, Ademir Sopa e Fumagalli. O Paulistão dos trintões é a prova de que idade não é obstáculo para jogar bola. Pelos menos para esses “velhinhos”.

O Linense é o time que mais têm atletas com 30 anos ou mais: são 12, e alguns deles com passagens por grandes clubes do Brasil. Entre os “ciganos” da equipe do interior está Alessandro Cambalhota, de 37 anos, que passou por Vasco, Santos, Fluminense, Cruzeiro e Corinthians, entre outros times, e comemora seus gols com um salto mortal, como o marcado contra o São Paulo (assista ao vídeo). Bruno Quadros, que teve maior destaque na carreira defendendo o Flamengo, clube no qual foi formado, está com 34 anos e também rodou o mundo. E Paulo Musse, de 32, se destacou pelo Vitória, mas também defendeu o Bahia. O presidente do clube do interior, Rogério Câmara, está contente com a aposta nos homens experientes.

– O Linense subiu e manteve a base de garotos, mas precisava de jogadores assim para dar experiência e equilíbrio ao elenco. São atletas que, em momentos difíceis, passam tranquilidade. Passamos por momentos ruins e se não fossem eles não suportaríamos tudo isso. Todos são exemplos para os meninos. Quem vê o Cambalhota correr como um garoto fica ainda mais motivado – elogiou o mandatário.

Se o Linense tem 12 trintões, o único time que não tem nenhum é o Grêmio Prudente. A Ponte Preta também não apostou muito na ideia e só tem um, Leandro Silva, de 31 anos. Mirassol e Bragantino com sete atletas cada, são os times que vêm logo atrás do Linense. Dos grandes, o São Paulo é o que reúne mais “velhinhos”: cinco.

Rivaldo, que estreou com a camisa do São Paulo na última quinta-feira, contra o Linense, é o mais velho da competição, pois nasceu em 1972 e, em abril completa 39 anos. O pentacampeão realmente provou, nesta vitória por 3 a 2 do Tricolor sobre o Linense, que não perdeu a habilidade com a idade. Na primeira partida pelo novo clube, protagonizou lindas jogadas e ainda fez um golaço, com direito a lençol em Bruno Quadros (assista ao vídeo). O meia-atacante era presidente e jogador do Mogi Mirim, mas após acertar com o São Paulo por um ano se licenciou do comando do time do interior. Além de Rivaldo, o Tricolor tem o já conhecido Rogério Ceni, que completou 38 anos em janeiro, Bosco, com 36, Marcelinho Paraíba, com 35, e Fernandão, com 32. O novo dono da 10 tricolor sabia o que estava fazendo quando aceitou vestir a camisa do São Paulo.

– Se eu não tivesse confiança no meu futebol diria que não dava mais. Mas eu me cuido e sei que ainda posso fazer algo pelo São Paulo. Como vou me sair? Ninguém sabe também como vai ser o desempenho de um garoto de 20 anos em um clube. Às vezes não dá certo. Só no final do contrato é que dá para saber. E só então poderei ser avaliado – ressaltou o pentacampeão.

ronaldo corinthians entra com os filhos para o jogo com noroeste (Foto: Miguel Schincariol / Agência Estado)Ronaldo: referência no Corinthians
(Foto: Miguel Schincariol / Agência Estado)

No Corinthians, a aposta foi em Ronaldo (34) e Roberto Carlos (37). Companheiros de Rivaldo e Ceni na Copa de 2002, os dois jogadores são as principais estrelas do Timão. Ronaldo chegou ao clube no início de 2009 e conquistou o Paulista e a Copa do Brasil naquele ano. Mas, em 2010, ficou muito tempo fora da equipe por problemas físicos. O lateral acertou com o time paulista no ano passado e tinha a esperança de ser campeão da Libertadores, mas a eliminação ainda na fase preliminar, diante do Deportes Tolima-COL, alterou os planos. Agora a dupla terá que usar de toda a experiência para diminuir o clima de crise no Parque São Jorge, buscando o título do Paulistão. Alessandro e Danilo completam a lista dos trintões no Timão.

O Palmeiras, do também pentacampeão Felipão no comando, possui dois jogadores “velhinhos” que têm grande importância na equipe: o ídolo Marcos, com 37 anos, e o volante Marcos Assunção, que em 2010 fez gols salvadores de falta para o Verdão. O primeiro sofreu demais com lesões ao longo da carreira e hoje precisa de tratamento especial, sendo poupado em vários jogos. O segundo está com fôlego de menino, mas uma lesão recente interrompeu a boa trajetória. Lincoln, de 32, é terceiro trintão da equipe, e também passa por um trabalho físico especial para voltar em plena forma.

Marcos no treino do Palmeiras (Foto: Cesar Greco / Ag. Estado)Marcos: ídolo máximo em atividade pelo Palmeiras, aos 37 anos (Foto: Cesar Greco / Ag. Estado)

O Santos é conhecido por ter mais uma geração de “meninos da Vila”, mas não abre mão da experiência de Léo, que aos 35 anos é um dos destaques da equipe neste Paulistão. O goleiro Aranha, de 30, foi contratado este ano para reforçar a equipe no estadual e na Libertadores, e Durval, de 30, completa o trio experiente do Peixe. Com tanta experiência em campo por todos esses clubes, a previsão é de grandes jogadas neste Paulistão.

Léo com camisa do Santos (Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)Aos 35 anos, Léo é um dos destaques do Santos (Foto: Marcos Ribolli / GLOBOESPORTE.COM)
 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo