Cliente é indenizado em R$ 1 mil por 2h em fila de banco

2 de agosto de 2011 - 15:13 | Postado por:

O moto-taxista V.M.C., morador de Lucas do Rio Verde (354 Km ao norte de Cuiabá) conseguiu na Justiça indenização de R$ 1 mil de uma agência bancária do Bradesco por ter ficado na fila por quase 2 horas até ser atendido. Para isso precisou acionar a Defensoria Pública, pois segundo ele, a demora causou prejuízo a sua atividade profissional.

Defensor Público Maicom Alan Fraga Vendruscolo ajuizou uma ação de danos morais alegando violação a Lei Municipal em vigor na cidade desde 2005 que estabece prazo máximo de espera nas filas de 30 minutos em dias normais e 45 em vésperas ou após feriados prolongados.

O cliente relatou que entrou no banco às 13h16 e só conseguiu ser atendido às 15h5. Assim, no decorrer do processo foi realizado um acordo através do qual o banco pagou R$ 1 mil ao mototaxista como forma de indenização. “As instituições bancárias devem respeito ao Código de Defesa do Consumidor, sobretudo no que diz respeito ao princípio da dignidade da pessoa humana”, lembra o defensor.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo