Conheça detalhes do dia da eleição em MT em números

5 de outubro de 2018 - 13:25 | Postado por:

No próximo domingo (7), mais de 2,330 milhões de eleitores de Mato Grosso se dirigirão aos 1.497 locais de votação para manifestar aquilo que esperam para os próximos 4 anos, depositando suas expectativas nos escolhidos dentre os 498 candidatos (134 para deputado federal, 334 para deputado estadual, 11 para senador, 5 para governador e 14 para presidente da República).

 

Neste dia, mais de 1,140 milhão de eleitores votarão biometricamente, ou seja, serão identificados pela impressão digital. Em Mato Grosso, 32 municípios já têm 100% de seus eleitores cadastrados com biometria, como é o caso de Sorriso (420 Km ao Norte de Cuiabá).

Já 10 cidades terão votação híbrida (com e sem biometria), como em Cuiabá e Várzea Grande, onde o cadastro biométrico foi suspenso até novembro. Neste mês, haverá nova oportunidade para aqueles que ainda não fizeram a biometria. Caso este novo prazo que será aberto seja perdido novamente, o eleitor terá seu título cancelado. Graças a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT) de suspender o prazo ao invés de encerrá-lo, cerca de 171 mil títulos continuaram ativos na capital.

 

Ainda no dia da eleição, 49.856 pessoas estarão trabalhando para a concretização do pleito, o que dá uma média de 47 eleitores por pessoa. Dentre os envolvidos, 172 autoridades eleitorais (juízes e procuradores), 504 servidores da Justiça eleitoral, 44.818 mesários e colaboradores, 4.362 agentes de segurança, sendo que o Exército atuará nas 32 aldeias indígenas onde há votação.

Em relação aos valores que envolvem a eleição no estado, o Tribunal Regional Eleitoral melhorou seu desempenho, conseguindo trabalhar mais com menos recursos disponíveis. Em 2014, o orçamento foi de R$ 20,7 milhões; neste ano, é de R$ 19,8 milhões.

 

O maior gasto é com pessoal, sendo R$ 4,6 milhões; com transporte (seja de pessoas ou de urnas eletrônicas), a despesa é de R$ 2,9 milhões; a alimentação dos colaboradores custará até R$ 2,8 milhões (somando 1º e 2º turno, se houver) e os custos com materiais giram em torno de R$ 888 mil.

Um detalhe curioso no quesito transporte, é que se os veículos utilizados (carro, moto, barco, avião) fossem colocados em fila, daria 14 voltas em torno da Terra, o que dá noção do trabalho desempenhado pelas equipes da Justiça eleitoral.

 

Alguns eleitores poderão se surpreender no dia da votação com a mudança de alguns pontos. Ao todo, 3 zonas eleitorais foram extintas em Cuiabá e Várzea Grande, 6 zonas eleitorais foram remanejadas e 47 locais de votação foram alterados por motivos como impossibilidade do estabelecimento ser utilizado por estar em reforma, por exemplo, e 777 seções foram agregadas a outras. De qualquer forma, o TRE disponibiliza em seu site a consulta prévia, que pode ser por nome ou pelo número do título.

 

No mais, a população tem a sua disposição, diversos mecanismos de participação, seja para fazer denúncias, para acompanhar a apuração ou os dados dos candidatos (clique para conhecê-los). A Ouvidoria estará atendendo durante todo o dia da votação, seja pelo telefone 0800 647 8191, seja por e-mail, pelo site do TRE ou pessoalmente, no tribunal (veja os links e endereços).

 

Além de prover todo o aparato necessário para que os cidadãos exerçam seu direito ao voto, a Justiça eleitoral, por meio do Colégio de Presidentes dos Tribunais Eleitorais (Coptrel), divulgou uma carta aberta à população brasileira, onde orienta que o ato seja feito de forma consciente. Confira a íntegra da carta:

O Colégio de Presidentes dos Tribunais Eleitorais – Coptrel – vem, por esta, dirigir-se à NAÇÃO BRASILEIRA, para exortá-la ao exercício consciente da cidadania, mormente, neste importante momento que passa o Brasil, às vésperas do sufrágio, nas urnas, dos nomes de seus novos representantes e mandatários na governança estatal, pelo exercício legítimo dos poderes políticos constituídos. 

Como é consensual, todo povo é responsável pelo destino de seu país, de sua nação, por isso mesmo, sua participação na construção e na consolidação do processo eleitoral é indispensável.

 

É fundamental que seu voto seja consciente, compromissado com um projeto político de sociedade, assentada nos princípios gerais dos direitos humanos e sociais, na conformidade do respeito aos ditames da normalidade do estado democrático de direito. 

Esta exortação assenta-se em pilastras, cimentadas no trinômio CIDADANIA – POLÍTICA – DEMOCRACIA -, cujas bases, integradas, formam a chave que abrirá as portas para solidificar uma sociedade justa, solidária, correta, fraterna, com saúde, educação, segurança, viabilidade econômica e financeira, tudo voltado para um desenvolvimento socioambiental, cultural e econômico amplo e solidário.

 

Na CIDADANIA, dada pelo exercício legítimos dos direitos e deveres, tem-se a célula mater da sociedade organizada, ambiente este em que se desenvolve a prática POLÍTICA engajada, dada na vivência social, com responsabilidade, respeito aos outros seres e às normas que regem as interações sociais, pelas quais prospera o despertar da consciência cidadã, a serviço do aprimoramento do Estado, pelas trilhas da DEMOCRACIA, alcançada pelo voto livre, seguido da transparência e do controle social. 

Por tudo isso e por muito mais, venha, junto, construir um país melhor para todos e do qual possa toda a nação orgulhar-se!

Primavera de 2018

 

Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais

http://www.gazetadigital.com.br/editorias/politica-de-mt/conheca-detalhes-do-dia-da-eleicao-em-mt-em-numeros/551826

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo