D’ALESSANDRO VOLTA, MARCA, E INTER DERROTA O SÃO PAULO NO BEIRA-RIO

7 de junho de 2012 - 17:45 | Postado por:

No duelo entre Dagoberto e Luis Fabiano, quem brilhou foi D’Alessandro. Longe dos gramados desde a decisão do Gauchão, no dia 13 de maio, por causa de uma lesão muscular na coxa, o meia argentino comandou o Inter no seu retorno ao time e fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio.

Com o resultado, o invicto Colorado chegou aos sete pontos, assumindo provisoriamente a vice-liderança do Brasileirão. No próximo domingo, o Inter enfrenta o Fluminense, às 17h (de Brasília), no Engenhão.

– Fizemos um grande jogo. No segundo tempo, recuamos um pouco mais. Mas conseguimos segurar o resultado – disse D’Ale.

O São Paulo, com três pontos, agora se prepara para o clássico contra o Santos, domingo, às 18h30m, no Morumbi. A partida será às vésperas do primeiro duelo pelas semifinais da Copa do Brasil – o Tricolor encara o Coritiba, em casa, na quarta-feira, dia 16. E para o duelo contra o Peixe não poderá contar com Luis Fabiano, suspenso com três cartões amarelos.

– No Brasil não tem explicação. Infelizmente é sempre a mesma coisa, impressionante. Pergunta para o juiz porque ele me deu cartão – reclamou o camisa 9, que foi novamente punido por reclamação.

São Paulo reivindica mudança no local do reservado

A rivalidade entre Inter e São Paulo começou antes mesmo da partida. O clube paulista pediu que o banco de reservas destinado aos visitantes ficasse na lateral do gramado, do mesmo jeito que o dos colorados. A solicitação foi atendida, e a área destinada ao Tricolor ficou em frente à cabine da imprensa, o que atrasou em cinco minutos o início da partida.

A noite fria em Porto Alegre não desanimou as equipes, que iniciaram o duelo com intensa movimentação. Dono da casa, o Inter buscava impor o seu futebol. Todavia, insistia em avançar pelo meio e não conseguia invadir a área adversária. O time de Emerson Leão esperava a subida colorada e saía com velocidade nos contra-ataques.

DAlessandro comemora gol do Internacional contra o São Paulo (Foto: Wesley Santos / Futura Press)D’Ale comemora seu gol de falta contra o São Paulo (Foto: Wesley Santos / Futura Press)

E o primeiro lance de perigo foi do Tricolor. Aos nove minutos, Fabrício derrubou Jadson. Denílson não se importou com a distância e tentou o arremate. O chute saiu rasteiro, pelo lado direito de Muriel. Três minutos depois, um lance de talento: Luís Fabiano aplicou um lençol em Índio.

Aos poucos, o São Paulo começou a se soltar e dominar o jogo. Aos 16, Fernandinho envolveu Moledo e obrigou Muriel a realizar grande defesa. Quatro minutos depois, quando era pior em campo, o Inter abriu o placar. D’Alessandro tocou para Nei, que sofreu falta de Cortez. El Cabézon se prontificou para cobrar. Com maestria, o gringo colocou no ângulo esquerdo de Denis, que nada pôde fazer.

O gol abriu a partida. Aos 27, Muriel saiu mal em cobrança de escanteio. Cícero, de cabeça, tocou por cima. Três minutos depois, D’Ale tocou para Elton, que arriscou. Denis mandou para escanteio. Aos 37, o camisa 10 colorado encontrou Dagoberto. O ex-jogador do São Paulo, que prometeu comemorar caso marcasse, driblou Douglas e chutou cruzado, para fora. O Inter seguiu pressionando. D’Ale deu lindo passe para Dátolo, que tentou encobrir Denis, mas errou o alvo.

Inter volta melhor para a etapa final

O segundo tempo começou com o Inter buscando as ações da partida, e o São Paulo na espera do erro dos gaúchos para sair com velocidade. Aos nove, Dagoberto tentou o gol olímpico, mas Denis afastou. Três minutos depois, Maicon tentou lançar Luis Fabiano, mas a estrela do São Paulo nem teve chance de arriscar. Antes dele, Índio chegou e afastou o perigo.

Aos 18, o Inter quase ampliou após bela triangulação. D’Ale passou para Gilberto, que encontrou Dagoberto. O camisa 20 podia avançar com a bola. Entretanto, optou pelo chute, que foi para fora. Compactado, os colorados melhoraram no segundo tempo. Os mandantes diminuíram os espaços e dificultaram a troca de passes do São Paulo, que não ameaçava o gol de Muriel.

Jajá, que substituiu Dátolo, avançou pela direita e mandou uma bomba para fora, aos 30. Dois minutos depois, a resposta tricolor: Cortez arrancou pela esquerda e chutou cruzado. O São Paulo ainda teve outra oportunidade no minuto seguinte, em cabeçada de Paulo Miranda, que saiu por cima do gol de Muriel.

No fim da partida, aos 43, Marcos Aurélio recebeu passe de D’Alessandro para matar o jogo. O atacante colorado chutou forte, mas mandou para fora. Mas com o Inter senhor do jogo, os três pontos estavam garantidos.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo