Em uma semana, 703 casos de dengue são registrados em MT

12 de outubro de 2012 - 11:30 | Postado por:

Em apenas uma semana, Mato Grosso registrou 703 casos de dengue. Os números refletem as condições climáticas dos últimos dias, com o início do período de chuvas e o aumento do focos de criação do mosquido. Nos últimos nove meses, no período de 1º de janeiro a 11 de outubro, o número de notificações chegou a 38.197 casos confirmados, conforme levantamento realizado pela secretaria estadual de Saúde.

Desse total, 133 foram notificados como casos graves de dengue. Até o momento, foram registrados 21 mortes, sendo 16 confirmados e cinco em investigação.

Somente Cuiabá foi responsável por 10.484 casos, sendo 55 considerados graves. Em Várzea Grande, região metropolitana, a notificação é de 2.951 casos de dengue, sendo 23 de casos graves. Já o município de Sinop, localizado a 503 km de Cuiabá, ao número de casos registrados foi de 5.263, sendo 10 graves. Em Rondonópolis, a notificação é de 1.318 casos da doença, sendo três casos graves.

No mesmo período do ano passado, o número de casos de dengue em Mato Grosso foi de 8.755, sendo que Cuiabá notificou 1.157, Várzea Grande 333 casos, Sinop 1.763 e Rondonópolis 276 casos.

Os municípios que registraram óbitos foram Cuiabá, cinco óbitos confirmados, Sinop, três casos confirmados, Aripuanã um óbito confirmado, Sorriso um óbito confirmado, Tangará da Serra, um óbito confirmado, Nortelândia um óbito confirmado, Campo Novo dos Parecis um óbito em investigação, Jaciara um óbito confirmado, Várzea Grande dois óbitos (sendo um confirmado e um em investigação), Vila Bela da Santissima Trindade (um óbito em investigação), Planalto da Serra um óbito em investigação, Colíder 0um óbito confirmado, Água Boa, um óbito em investigação, Querênciaum óbito confirmado.


Medidas de prevenção

A SES orienta que a população deixe caixas d’água, tonéis e barris, ou outros recipientes que armazenam água, totalmente tampados e limpos lavando com escova e sabão semanalmente. Também é necessário remover tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas e não deixar que a água da chuva fique acumulada sobre as lajes. Todos os objetos que possam acumular água, como potes, latas e garrafas vazias, devem ser jogados no lixo.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo