Empresário que atirou em funcionário é executado

18 de dezembro de 2010 - 15:02 | Postado por:

O empresário Itacir Luís Perotto, de 51 anos, dono da Floricultura Arte e Rosas, em Cuiabá, foi encontrado morto na manhã deste sábado (18). Segundo informações da Delegacia de Proteção à Pessoa, o empresário foi encontrado nas proximidades do Centro de Eventos do Pantanal. Ele foi executado com vários disparos de arma de fogo. Ainda segundo a polícia, o empresário estava desaparecido desde às 16h desta sexta-feira (17).

Luis Perotto é o empresário que atirou contra seu funcionário Ronilson Marques de Queiroz, 27, dentro da própria empresa, em novembro passado. O funcionário foi atingido no braço e peito, porém sem gravidade.

Naquela ocasião, os investigadores apreenderam o revólver calibre 38, usado para os disparos e que foi escondido dentro da loja por outro funcionário, a pedido do empresário. Itacir foi conduzido à Central de Flagrantes, preso e indiciado por tentativa de homicídio.

Segundo informações apuradas, a polícia considera o funcionário como principal suspeito da participação na execução do empresário.

Tiro na floricultura

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Cristian Cabral, em depoimento, Perotto afirmou ter sido vítima de um seqüestro que ocorreu no feriado do dia 2 de novembro, e, no momento, da discussão ele desconfiava do seu funcionário, Ronilson Marques de Queiroz.

“Segundo o empresário, Ronilson fazia pouco caso quando ele falava no assunto ou tentava investigar quem passou as informações de que os seqüestradores sabiam sobre o empresário e sua família. Então, nesse dia, os dois começaram uma discussão, que fez com que Perotto pegasse a sua arma no carro e atirasse em Ronilson”, afirmou o delegado, com base no depoimento de Perotto.

Após intenso bate-boca entre o patrão e o funcionário no interior da floricultura, na Avenida Isaac Póvoas, Etácio Perotto foi até o seu carro e pegou um revólver calibre 38. Ao retornar à loja, ele disparou contra o decorador Ronilson Queiroz à queima-roupa.

Policiais militares foram acionados e informados de que um roubo estaria ocorrendo na loja. Ao chegarem no local, funcionários contaram o que, realmente, havia acontecido.

O Serviço de Atendimento Móvel de Saúde (Samu) chegou ao local minuto depois e encaminhou a vítima para o Pronto-Socorro.

Com a chegada da Polícia, a arma foi entregue para um dos funcionários, que a escondeu numa cesta de flores, no almoxarifado. Perotto foi preso em flagrante e encaminhado à Central de Flagrantes. Depois, foi recambiado para o Anexo da Penitenciária de Pascoal Ramos e foi liberado no dia 12 de novembro.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo