Fazendas do “apóstolo” valem R$ 50 milhões

22 de março de 2012 - 01:27 | Postado por:

O município de Santo Antônio do Leverger (27 km de Cuiabá) virou atração nacional, após ser apontado como sede de duas grandes fazendas, que, juntas, somam 26.134 hectares e que seriam de propriedade do auto-intitulado “apóstolo” Valdemiro Santiago de Oliveira, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD).

Conforme foi denunciado no último domingo (18), em reportagem especial do programa “Domingo Espetacular”, da Rede Record, as fazendas Santo Antônio de Itiquira (11.054 hectares) e Formosa (15.080 hectares) estão em nome de Valdomiro e de sua esposa, a “bispa” Franciléia de Castro Gomes de Oliveira.

As propriedades, que juntas possuem cinco mil cabeças de gado nobre – rebanho avaliado em R$ 6,5 milhões –, foram supostamente compradas com dinheiro arrecadado pela Igreja Mundial, por meio da doação dos fiéis. Na região, os moradores não têm dúvidas de que o “apóstolo” seria o novo criador de gado do município.

De acordo com os documentos do Cartório do 2º Ofício de Santo Antônio do Leverger, apresentados na reportagem, as propriedades foram pagas à vista e em dinheiro, “valor devidamente recebido anteriormente pela Igreja Mundial do Poder de Deus”.

A Fazenda Itiquira, administrada pelo irmão de Valdemiro, Nicanor Paula Gonçalves de Oliveira, custou R$ 29.096 milhões e está em nome da empresa W. S. Music Ltda, representada pelo apóstolo da Igreja Mundial e sua esposa. No documento de compra e venda da terra, Nicanor aparece como procurador, primeiramente, da Igreja, e depois, da empresa W. S. Music.

O curioso é que a empresa produtora de CDs, DVDs e livros, da qual Valdomiro e sua esposa aparecem como sócios majoritários, funciona em uma pequena sede, no centro de São Paulo (SP), e tem um capital declarado de aproximadamente R$ 50 mil – o que não renderia lucro suficiente para a compra à vista das suas propriedades em Mato Grosso.

Já a Fazenda Formosa, segundo os documentos do cartório apresentados na reportagem da Rede Record, foi adquirida, também à vista e em dinheiro, pela Igreja Mundial do Poder de Deus, representada por Valdemiro Santiago. A fazenda custou R$ 20 milhões e sua extensão é resultado da união de três propriedades vizinhas.

O “apóstolo” aparece como arrendatário da propriedade, o que significa que ele tem participação direta na produção e nos lucros da fazenda. Além disso, o presidente da IMPD requereu, junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), a Licença Ambiental da fazenda, alegando que ela é de sua propriedade.

Ordens de despejo

No período compreendido entre setembro de 2010 e novembro de 2011, quando as propriedades teriam sido compradas, a IMPD recebeu 59 ordens de despejo, apenas em São Paulo, de acordo com o Tribunal de Justiça do Estado.

A razão para os despejos seriam a falta de pagamento de aluguéis dos prédios onde funcionam as sedes da entidade.

Defesa

Recentemente, em pregações feitas em seu programa de televisão, o “apóstolo” Valdemiro se defendeu das acusações levantadas pela Rede Record e disse que todos os fiéis sabem da existência da fazenda e que ela é da Igreja, usada por ele e pela esposa para descanso, e que não custou nada dos fiéis.

Valdemiro alegou que a Rede Record, que é de propriedade do bispo Edir Macedo – líder da Igreja Universal do Reino de Deus –, está tentando acabar com a exibição de seu programa religioso na televisão e estaria prejudicando as arrecadações e atividades de sua igreja. O “apóstolo” chegou a desafiar o bispo Macedo a mostrar sua conta bancária para a Justiça.

Em Cuiabá, a informação é de que apenas a sede da Igreja, em São Paulo, poderá se pronunciar sobre o assunto. No site da entidade, no entanto, os telefones disponíveis para contato são apenas para pedidos de oração.

Investigações

Ainda nesta semana, o Ministério Público Federal em Mato Grosso deverá dar início às investigações para apurar as denúncias de enriquecimento ilícito e fraude contra o sistema financeiro nacional, práticas que estariam sendo cometidas pelo “apóstolo” e fundador da IMPD.

A Receita Federal, por sua vez, também já anunciou que vai investigar Valdemiro Santiago por suposto enriquecimento ilícito.

Visita à Cuiabá

Após as denúncias feitas, as sedes da IMPD em Mato Grosso começaram a distribuir, nesta semana, milhares de panfletos anunciando a visita do “apóstolo” Valdemiro, acompanhado da bispa Franciléia, no dia 5 de maio próximo, a fim de comemorar os 14 anos de fundação da Igreja.

O evento deverá acontecer na Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), às 15h.

Fonte: Midianews.com.br

 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo