FLU SEGURA PRESSÃO INICIAL DO BAHIA, FAZ 2 A 0, E TORCIDA GRITA: ‘É CAMPEÃO’

11 de outubro de 2012 - 08:27 | Postado por:

O enredo foi parecido com jogos recentes do Fluminense no Campeonato Brasileiro: pressão do adversário, sustos, sorte, mas eficiência para definir o resultado. Na noite desta quarta-feira, no estádio do Pituaçu, em Salvador, o time carioca foi envolvido pelo Bahia no primeiro tempo, Diego Cavalieri fez defesas importantes e a trave ajudou mais de uma vez. Na segunda etapa, porém, o panorama mudou: depois de bela jogada, Bruno marcou o primeiro gol, e Rafael Sobis selou o placar de 2 a 0. Com a vitória, o time permanece na liderança isolada, com 65 pontos, e dá prosseguimento à contagem regressiva na luta pelo título. Agora, faltam nove rodadas, o mesmo número de pontos da vantagem tricolor para o segundo colocado Atletico-MG, derrotado por 3 a 0 pelo Internacional no Beira-Rio.

– A gente está se dedicando, trabalhando bastante e conta com nosso torcedor em São Januário (domingo, contra a Ponte Preta) – afirmou Fred ao PFC.

Gabriel, do Bahia, destacou a importância de o time voltar ao caminho das vitórias para ficar longe do Z-4:

– Não podemos nem pensar em perder os dois próximos jogos para ficarmos afastados da zona de rebaixamento – disse Gabriel ao PFC.

A torcida do Fluminense presente ao Pituaçu não conseguiu conter a euforia depois do gol de Sóbis e gritou “é campeão”. No fim, ainda teve direito a “olé” nos toques de bola.

Na próxima rodada, o time de Abel Braga recebe a Ponte Preta em São Januário, domingo. No mesmo dia, o Bahia, que perdeu a primeira em casa sob o comando de Jorginho, segue com 35 pontos e enfrenta o Coritiba, no estádio Couto Pereira.

Comemoração Bruno Vieira, Bahia e Fluminense (Foto: Nelson Perez / Fluminense. F.C.)Depois de fazer bela jogada, Bruno comemora o gol que abriu o caminho da vitória sobre o Bahia, em Salvador (Foto: Nelson Perez / Fluminense. F.C.)

Apesar da chuva durante todo o dia e um temporal pouco antes da partida, o gramado do estádio do Pituaçu aguentou bem. O jogo começou em ritmo acelerado. O Bahia se lançou ao ataque e, logo nos minutos iniciais, teve duas boas chances de abrir o placar. Diego Cavalieri apareceu bem em um dos lances.

O Fluminense tentava usar a velocidade de Wellington Nem para chegar ao gol de Marcelo Lomba, mas não conseguia vencer a marcação adversária e, em alguns lances, o jogador era parado com falta. O time pecava na articulação das jogadas, com um meio-campo pouco produtivo.

A equipe baiana acertou cobrança de falta no travessão em cobrança de Neto, manteve forte marcação, tinha amplo domínio do jogo e voltou a dar trabalho para Cavalieri. A destacada atuação do goleiro foi o retrato dos primeiros 45 minutos: Bahia chegando com perigo, mas sem conseguir transformar a superioridade em vantagem no placar, muito por conta das boas defesas do camisa 12 do Flu.

jogo movimentado

2GOLSmédia 2.4
27FINALIZAÇOESmédia 23.9
BAH FLU TOTAL MÉDIA*
GOLS 0 2 2 2.4
FINALIZAÇÕES 15 12 27 23.9
NA TRAVE 2 0 2 0.6
DEFESA DIFÍCIL 1 4 5 3.2
*média parcial do campeonato até 10/10/2012

veja o histórico de BAH x FLU

Pelo lado do Fluminense, Fred, Wellington Nem e Rafael Sobis estavam isolados em campo, e a bola pouco chegava ao trio ofensivo. Em uma das raras jogadas, Fred serviu Nem, que não conseguiu finalizar.

Na primeira etapa, o Bahia teve oito finalizações – sendo três chances claras de gol – contra apenas três do Fluminense, sem maiores sustos para Marcelo Lomba.

Cavalieri segura pressão, e Flu define vitória

O Bahia voltou do intervalo da mesma forma que começou o jogo: pressionando o Fluminense. E voltou a brilhar a estrela de Diego Cavalieri.

O time baiano reclamou de um impedimento em lance de Lulinha que resultou em gol anulado pelo árbitro; o Fluminense questionou uma falta de Lomba em Wellington Nem dentro da área, mas o juiz nada marcou.

Mas foi com a bola rolando que Bruno fez um belo gol, passando por dois adversários e colocou o Fluminense em vantagem: 1 a 0. O gol não abateu o Bahia, que voltou a acertar a trave de Cavalieri, outra vez com Neto.

Aos poucos, porém, o time de Abel Braga passou a valorizar a posse de bola e conduziu o jogo com maior tranquilidade. Em boa jogada de Carlinhos pela esquerda, Rafael Sobis, com uma bomba, ampliou para 2 a 0, deu a paz necessária ao time e injetou ânimo nos torcedores presentes ao Pituaçu, que gritaram “é campeão”.

Foi a quarta vitória consecutiva do Fluminense, que deixou o campo saudado como “Time de Guerreiros”.

 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo