GRÊMIO CONFIRMA ASCENSÃO E VENCE UM VASCO EM QUEDA

30 de agosto de 2012 - 09:37 | Postado por:

Um jogo para confirmar duas equipes em direções contrárias no Campeonato Brasileiro. Com a vitória por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Olímpico, o Grêmio se manteve em trajetória ascendente, conquistando o terceiro triunfo consecutivo e ratificando sua condição de candidato ao título. Do outro lado, o Vasco chegou à terceira derrota seguida e, apesar de se seguir no G-4, se mantém em queda livre, com um futebol irreconhecível em relação ao do início da competição. Marcelo Moreno e Kleber fizeram os gols do jogo.

Com a vitória diante de 17.770 pagantes e os tropeços dos adversários diretos, o Grêmio chegou aos 40 pontos e diminuiu para quatro a diferença para o líder Atlético-MG, que tem um jogo a menos e empatou com a Ponte Preta. Além disso, a distância para o Fluminense, segundo colocado, que ficou no 1 a 1 com o Corinthians, passou a ser de três pontos.

O time jogou bem, sabíamos da importância, era um jogo de seis pontos. Tivemos tranquilidade, paciência e soubemos manter a posse de bola. Claro, tomamos uma pressão, mas é normal, controlamos o jogo o tempo todo – disse o atacante Kleber.

O Vasco somou apenas um ponto nas últimas cinco rodadas e estacionou nos 35. Agora vê sua posição na zona de classificação para a Libertadores bem ameaçada, embora não seja possível deixá-la nesta rodada (o São Paulo, que joga nesta quinta-feira, tem quatro pontos a menos).

– Precisamos nos reencontrar no campeonato para lutar por uma vaga na Libertadores e até pelo título – avaliou o volante Nilton.

Os dois times voltam a campo neste sábado, pela 21ª rodada. O Grêmio vai ao Pacaembu enfrentar o Palmeiras, enquanto o Vasco recebe a Portuguesa em São Januário.

grêmio vasco brasileirão moreno gol (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)Jogadores do Grêmio celebram gol de Marcelo Moreno (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Grêmio domina do início ao fim

Desde o início, a partida se caracterizou por forte marcação e lances ríspidos dos dois lados. Assim, sobrava pouco espaço e inspiração para o toque de bola e as jogadas trabalhadas. O Grêmio, entretanto, era mais organizado, enquanto o Vasco abusava dos passes errados e corria atrás do adversário sem muito critério.

Como resultado, aos poucos o Grêmio foi dominando a partida, embora sem criar muitas chances concretas de gol. Sem conseguir dar continuidade às jogadas, o Vasco pouco ameaçava a defesa adversária. Bem marcado, Felipe ficava sobrecarregado na marcação. Na frente, Wiliam Barbio se enrolava com a bola e Alecsandro ficava isolado sem ter oportunidades de concluir.

Depois de obrigar Fernando Prass a fazer boa defesa aos 32 minutos, num chute à queima-roupa de Kleber, o Grêmio abriu o placar aos 41. Após cobrança de falta na área, a bola foi desviada no alto e o goleiro do Vasco fez uma defesa parcial. Mas Marcelo Moreno insistiu no rebote e completou para fazer 1 a 0. A primeira etapa chegou ao fim sem que o time cruz-maltino desse um chute ao gol adversário.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Tenorio no lugar de Wiliam Barbio, e logo no início o equatoriano protagonizou um lance polêmico. Após vencer uma disputa pelo alto na entrada da área e ficar com o gol aberto à sua frente, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira paralisou o lance alegando toque de mão do atacante. O juiz foi cercado por quase todo o time cruz-maltino, que, revoltado, reclamou muito.

O time visitante mostrava mais atitude, mas continuava a errar muitos passes. Então, foi o Grêmio quem marcou o gol. Kleber arriscou o chute de fora da área, a bola desviou em Dedé e enganou Fernando Prass, que não conseguiu defender. O Tricolor gaúcho fez 2 a 0 aos 12 minutos, para a alegria de Jardel, Paulo Nunes e Carlos Miguel, trio campeão da Libertadores de 1995 que assistia à partida das tribunas do Olímpico.

Incapaz de dar seguimento às jogadas por conta do baixo nível técnico, ao Vasco só restaram as bolas aéreas. Mesmo assim, esbarrou em boas defesas de Marcelo Grohe, na falta de mira e até na trave – numa cabeçada de Douglas. O Grêmio reforçou sua marcação e investiu nos contra-ataques, apostando no desespero adversário. No fim, ainda teve uma grande oportunidade, num lance em que Zé Roberto acertou a bola na trave, mas deixou o campo muito satisfeito, mesmo sem conseguir ampliar a vantagem no placar.

 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo