Número de mortes em acidentes cai mais na capital do que no estado

5 de outubro de 2016 - 08:15 | Postado por:

0d53b06e79e6186066f7262a01724a2aO número de mortes em acidentes está caindo no estado de São Paulo, segundo dados do Infosiga-SP, um relatório mensal que é mantido pelo governo e pela iniciativa privada e que analisa as mortes e acidentes no trânsito. Ainda assim, a previsão é que 4 mil pessoas morram em 2016 no estado em acidentes.

Conforme o levantamento, em 2016, a redução no número de mortes foi maior e está caindo mais rápido na capital do que no estado.

Em todo o estado, foram quase 128 mil acidentes até agosto deste ano. 3.867 pessoas morreram no período. O número representa uma queda de 5,5% em relação ao mesmo período de 2015. Já na capital, de janeiro a agosto, morreram 645 pessoas em acidentes de trânsito – número 16,7% inferior que o mesmo período de 2015.

Em setembro, foram 103 mortes registradas na cidade de São Paulo. Colisões e atropelamentos estão entre as maiores causas das mortes. As principais vítimas são homens, jovens, que estavam a pé ou em moto. Em agosto, na capital, 71% das vítimas foram homens, sendo que 27% tinham entre 18 e 29 anos. Pedestres representaram 51% das vítimas fatais e, motociclistas, outros 20%.

 

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é que faz a contagem do número de mortes em acidentes no estado com base em informações da Secretaria de Segurança e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Especialistas dizem que a diminuição da velocidade máximas nas vias ajuda a reduzir o número de acidentes.

Segundo eles, conforme a velocidade aumenta, as mortes também crescem. A 32km/h, são de 5% os riscos de morte. Já a 45 km/h, os riscos sobem para 48% e a 64 km/h, o risco chega a 85%.

Nas Marginais da capital, a redução dos índices de velocidade começou a valer em 20 de julho de 2015, alterando para a velocidade máxima na Marginal Pinheiros para 70 km/h e 50 km/h na pista local, sendo que na Marginal Tietê ainda é possível trafegar até 60 km/h na pista central.

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria, já anunciou que pretende aumentar a velocidade de tráfego nas marginais assim que assumir o governo, em janeiro de 2017.

“A velocidade é o primeiro fator desencadeante do acidente. Quanto maior a velocidade, maior a energia cinética, maior as lesões e a possibilidade de óbito no local do acidente é muito grande”, afirma Dirceu Rodrigues Alves, diretor da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

Até o fim de 2016 será possível ainda consultar, no site do Infosiga na internet, os locais onde mais acontecem acidentes e mortes. Isso porque, para conseguir cumprir a meta determinada pela Organização das Nações Unidas (ONU), é necessário reduzir o número de acidentes de trânsito pela metade até 2020.

 

Fonte : http://www.midianews.com.br/cotidiano/numero-de-mortes-em-acidentes-cai-mais-na-capital-do-que-no-estado/276898

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo