O CRIME QUE ABALOU A CIDADE DE ALTO TAQUARI COMPLETOU 4 ANOS NESTA QUARTA FEIRA

8 de junho de 2017 - 01:15 | Postado por:

O assassinato da juíza de Direito Glauciane Chaves de Melo completou quatro anos nesta quarta-feira (07/06). A magistrada foi assassinada com dois tiros na frente da assessora, durante o expediente, em 2013 no município de Alto Taquari, pelo ex-marido, o enfermeiro Evanderly de Oliveira Lima, 45. Natural de Belo Horizonte, a magistrada assumiu os trabalhos na cidade em 18 de junho de 2012.

Direito Glauciane Chaves de Melo, era natural de Belo Horizonte

À época, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para bloquear as estradas e impedir que o suspeito deixasse a região. A Coordenadoria Militar enviou o BOPE para ajudar nas buscas ao acusado.

Após o crime, o assassino fugiu e ficou escondido em uma área de mata e só foi encontrado três dias depois a 20 km de Alto Taquari. À época, disse que cometeu o crime por estar revoltado com o término do relacionamento. No interrogatório dizia ter esperanças de reatar seu relacionamento com a juíza Glauciane Chaves. Ele disse ter ido até o Fórum em Alto Taquari para conversar com a magistrada e retomar o casamento, mas cometeu o crime, que chocou o Estado de Mato Grosso.

Em 2015, Evanderly foi julgado e condenado a 18 anos e seis meses de prisão. O julgamento que durou pouco mais de 17h foi realizado no Fórum de Alto Araguaia em 29 de abril e acompanhado de perto por dezenas de pessoas. Foram oito testemunhas de defesa e acusação, que contribuíram para elaboração da sentença.

Sempre de cabeça baixa, Evanderly por muitas vezes chorou durante o julgamento. Disse arrependido pelo crime e reforçou que estava inconformado com o fim do relacionamento de 10 anos com a juíza Glauciane, que se negava a reatar.

A sentença foi proferida pelo então juiz Carlos Augusto Ferrari, sendo dois anos de prisão por porte ilegal de arma e 16 anos e 06 meses pelo homicídio. Evanderly Lima segue preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

Deixe um comentário

Comentários

  1. lucas disse:

    Quase 60,000 homicidios em um ano no Brasil, ninguem se preocupa com a gravidade dos fatos, apenas destacam uma vitima que supostamente buscou este defecho, ja que sabia melhor que ninguem as consequencias de um desprezo.

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo