Palmeiras rompe com empresa que fiscalizava obras da Arena Palestra

10 de março de 2011 - 19:06 | Postado por:

O Palmeiras executou nesta quinta-feira uma ação que deve atrasar os rumos da Arena Palestra. Mesmo fora do clube depois de ter pedido uma licença de duas semanas, o presidente Arnaldo Tirone determinou a quebra do contrato com a Tessler, empresa que fiscaliza as obras do novo estádio palmeirense. Insatisfeito com o serviço prestado pela parceira, o clube tomou a atitude para buscar uma opção mais barata.

– Vamos buscar uma parceria que atenda melhor aos interesses do clube. O contrato foi amarrado pela antiga administração, por isso vamos buscar um novo modelo, mais barato e eficiente – afirmou Tirone.

O acerto com uma nova empresa e outras definições sobre a Arena Palestra vão ter de esperar um pouco mais. Depois de o Conselho de Orientação e Fiscalização do Palmeiras (COF) ter recomendado um prazo de 15 dias para que o presidente Arnaldo Tirone analisasse o contrato com a WTorre, o órgão foi surpreendido com o pedido de licença para uma viagem programada pelo mandatário palmeirense. Desde segunda-feira, o presidente está em Punta del Este, no Uruguai, com a mulher. Ele só volta na quarta-feira, dia 16. A próxima reunião do órgão está marcada para 14 de março, dois dias antes da chegada prevista do presidente.

Vamos buscar um modelo mais barato e eficiente”
Arnaldo Tirone

Assim que retornar ao Brasil, Tirone já emenda outra viagem – desta vez com a Seleção Brasileira. Ele será o chefe da delegação para o amistoso contra Escócia, no dia 27, em Londres. O Conselho acredita que não haverá tempo hábil para se reunir com o presidente e cobrar as atitudes firmadas na última reunião do COF, no fim de fevereiro.

O Palmeiras quer a revisão de vários pontos do contrato entre o clube e a WTorre. A mais urgente seria a cláusula a respeito do seguro pago pela construtora, que cobre apenas 10% do valor total da obra, orçada em R$ 300 milhões. Alguns conselheiros já sugeriram a suspensão das obras por não confiarem na construtora. Tirone, porém, não quer que os trabalhos parem.

– Vamos rever os itens do contrato, mas a intenção não é parar com a obra. Os atrasos seriam grandes e prejudicariam o cronograma. Vamos buscar o entendimento, mas pensando nos interesses do Palmeiras – disse o presidente.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo