Prédios com bancos e caixas eletrônicos correm risco de serem dinamitados

19 de fevereiro de 2012 - 09:57 | Postado por:

Segurança Zero. Os bancos de Cuiabá, alguns com mais de dez caixas eletrônicos em suas entradas, estão entregues às moscas e à própria sorte durante todas as noites, nos finais de semanas e nos feriados. Sem um guarda sequer para vigiar, pelo menos a entrada, uma explosão com dinamites pode colocar em risco, tanto a estrutura do prédio, que pode vir abaixo com as explosões, como a vida de milhares de pessoas. Os locais são “guardados” apenas por câmeras de segurança e por um alarme, que se não tocar, deixam os bandidos agindo à vontade, com ou sem dinamite.

A reportagem do 24 Horas News esteve em todas as agências bancárias da Capital a procura de um segurança em serviço para conversar em um final de semana, mas em todos os locais, apesar dos gritos e das batidas constantes e fortes nas portas de vidros, ninguém saiu para atender. E o que pior, o alarme de nenhuma das agências também disparou.

Na segunda-feira, assim que as agências bancárias abriram, a reportagem voltou aos mesmos locais e a respostas foram todas as mesmas: “Não trabalhamos à noite, finais de semanas, muito menos nos feriados. À noite e nos finais de semanas e feriados quem trabalham são as câmeras dos circuitos internos de segurança e os alarmes”, afirmaram os seguranças bancários consultados. Todos pediram para não serem identificados pela reportagem.

Alguns funcionários das próprias agências bancárias também confirmaram: “Infelizmente nossas agências bancárias ficam entregues à própria sorte durante à noite, nos finais de semanas e nos feriados. É um absurdo, mas é a mais pura realidade”, lamentaram todos os bancários entrevistados.

Além da falta de segurança interna, os prédios onde estão localizados os bancos e suas caixas eletrônicas, mesmo funcionando em locais de grande movimentação pública e de veículos durante o dia, também recebem pouca, ou quase nenhum tipo de segurança externa à noite, nos finais de semanas e feriados.

Na Avenida Rubens de Mendonça, principalmente no chamado “Triângulo das Bermudas”, onde existem pelo menos seis agências bancárias, uma casa lotérica, quatro postos de gasolina, um hotel de luxo, nove farmácias, uma lanchonete internacional, duas grandes panificadoras, vários prédios de apartamentos e comerciais, uma churrascaria, quatro grandes restaurantes e dezenas de lojas, inclusive um Juizado Especial, a coisa mais difícil é encontrar à noite, nos finais de semanas e nos feriados um policial fazendo rondas, ou uma viatura  parada, ou até mesmo circulando.

É bom lembrar, segundo a reportagem apurou, quase todas as empresas citadas, e que estão localizada no “Triângulo das “Bermudas” já foram vítimas de roubos, os conhecidos assaltos à mão armada. O medo maior, no entanto, é com a explosão de caixas eletrônicos dentro de prédios, alguns com mais de 20 andares.

“Imaginem se os bandidos resolvem explodir os caixas eletrônicos em um banco que funciona em um grande prédio. Não venham me dizer que não existe o risco do prédio desabar, que eu sei que existe. Isso não está difícil de acontecer, porque eu também sou testemunha de que, nem dentro do prédio existe segurança, muito menos fora”, alertou uma empresária que também pediu para não ser identificada.

 

 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo