R$ 6 bilhões serão investidos em alcoolduto

4 de março de 2011 - 08:19 | Postado por:

Com investimentos de R$ 6 bilhões, distribuídos em 1.300 km de extensão, passando por 45 municípios de quatro estados brasileiros, o alcoolduto deve chegar a Mato Grosso (Alto Taquari) a partir de 2015. Quando isto ocorrer, a produção mato-grossense anual do combustível, de 850 milhões de litros, poderá aumentar pelo menos em cinco vezes. A projeção se torna real com a criação, esta semana, da Logum Logística S.A., empresa responsável pela implantação da via de escoamento do etanol.
A companhia será a responsável pela construção, desenvolvimento e operação do sistema (logística, carga, descarga, movimentação e estocagem, operação de portos e terminais aquaviários) que envolverá poliduto, hidrovias, rodovias e cabotagem. A sociedade anônima fechada de capital autorizado foi composta por ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal divididas da seguinte forma: Petrobras, 20%; Copersucar S.A., 20%; Cosan S.A. Indústria e Comércio, 20%; Odebrecht Transport Participações S.A., 20%; Camargo Correa Óleo e Gás S.A., 10%; e Uniduto Logística S.A., 10%. O capital social da nova companhia será, inicialmente, de R$ 100 milhões.
Aos poucos a tão esperada competitividade dos produtores de etanol mato-grossenses vai se tornando realidade. Com o modal o setor economizará em até 80% com custos de transporte do combustível, hoje feito por caminhões, até os portos do país.
“Somente com a chegada e funcionamento do alcoolduto em Mato Grosso será possível o setor, efetivamente, crescer, se destacar e, enfim, alcançar os mercados internacionais. Sem logística competitiva não existe ampliação de mercado”, garante o diretor executivo do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindálcool-MT), Jorge dos Santos.
Atualmente, os produtores estaduais pagam cerca de R$ 0,20 por litro a ser transportado até o porto de Santos. Outro benefício será a redução nos custos do diesel, visto o combustível chegar a Mato Grosso por meio do modal. Ou seja, o Estado enviará etanol e receberá diesel.
O projeto, quando concluído, terá uma capacidade instalada de transporte de até 21 milhões de metros cúbicos de etanol por ano. Mais de 10 mil empregos diretos e indiretos serão gerados. A Logum inicará as operações de exportação de etanol no segundo semestre deste ano.
TRAJETO
Os outros estados contemplados com o duto serão São Paulo, Minas Gerais e Goiás. Junto com Mato Grosso, o modal ligará todos à refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo. Parte deste sistema integrado será composto por um duto de longa distância, entre as regiões de Jataí (GO) e Paulínia.
O primeiro trecho entre Ribeirão Preto e Paulínia, até então sob responsabilidade da PMCC SA, teve início em novembro passado com as primeiras contratações de serviços, projetos e instalações. A previsão é que este primeiro trecho fique pronto em 2012, já sendo possível atender a safra de 2013 e 2014.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo