São Paulo empata, elimina Goiás e faz sua parte pela paz no clube

24 de maio de 2012 - 09:48 | Postado por:

A diretoria e Emerson Leão podem até continuar se desentendo, mas o time tem rendido em campo. E provou mais uma vez nesta quarta-feira. No Serra Dourada, a equipe empatou com o Goiás por 2 a 2, e confirmou sua classificação para as semifinais da Copa do Brasil – enfrentará o Coritiba, que eliminou o Vitória.

Pressionado por ter perdido por 2 a 0 no Morumbi, o time anfitrião nesta quarta-feira abriu o placar com Ricardo Goulart, aos 28 minutos do primeiro tempo. Jadson empatou 30 segundos depois e, na etapa final, Cortez virou aos 16 minutos. Egídio, aos 36, ainda igualou o placar, mas não evitou a eliminação da equipe do Centro-Oeste.

Antes de iniciar a disputa das semifinais da Copa do Brasil, o Tricolor paulista encara o Bahia no domingo, no Morumbi, em busca de sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Já o Goiás tenta seu primeiro triunfo depois de seis partidas em visita ao Ceará na terça-feira.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Atletas comemoram gol de Cortez e classificação: festa em campo enquanto bastidores estão conturbados

O jogo – Sem Paulo Miranda e Denilson, suspensos, Emerson Leão apostou em um 3-5-2 com as entradas dos zagueiros Bruno Uvini e Edson Silva ao lado de Rhodolfo. A alternativa do Goiás, mantido em seu 4-5-1, foi pressionar pelas laterais para evitar os avanços de Douglas e Bruno Cortez e contar com a movimentação de Iarley em cima de Casemiro na cabeça de área para criar espaços.

 

A alternativa, no início, deu certo. Embora sem fazer pressão, apesar de não ter sido intensa por conta da extensão do campo no Serra Dourada, o time anfitrião conseguia manter a bola em seu campo de ataque. Mesmo assim, levava sustos, já que Luis Fabiano saia da área e fazia o pivô para Lucas, sempre em velocidade.

Iarley, contudo, achou seu lugar para atrapalhar em cima de Casemiro. Desta forma, aos 19 minutos, deixou Ricardo Goulart em condições de bater rente à trave de Denis e, no minuto seguinte, Ricardo Goulart completou cruzamento nas redes pelo lado de fora. Estava encontrado o local para entrar na defesa do Tricolor.

Aos 21 minutos, os paulistas ainda estiveram perto de abrir o placar, quando Cortez bateu na saída de Harlei e só não marcou porque Rafael Toloi salvou em cima da linha. O lateral, contudo, errava na marcação, assim como Douglas. E a saída de bola estava ruim, tanto que jadson e Cícero vinham até a defesa para ajudar. Dificuldades que custaram caro.

Aos 28 minutos, Iarley mais uma vez entrou na área pela meia-lua e rolou na esquerda para Ricardo Goulart entrar em velocidade e bater cruzado. A bola passou pro baixo do corpo de Denis e balançou as redes ao mesmo tempo em que injetou motivação no time e sua torcida em Goiânia.

Weimer Carvalho/VIPCOMM

Ricardo Goulart lamenta chance perdida no Serra Dourada: Goiás sentiu o baque do primeiro gol são-paulino

A alegria, porém, durou 30 segundos. Em uma de suas primeiras oportunidades de sair driblando como gosta, Lucas passou por marcadores no bico esquerdo da grande área do Goiás e ajeitou para Jadson chegar de trás finalizando com precisão, empatando a partida. A revolta goiana foi manifestada com celulares atirados pela torcida em direção aos jogadores adversários.

 

Como o São Paulo balançou as redes na condição de visitante, só uma goleada classificaria o time da casa. E o Verdão do Centro-Oeste pouco fez para alcançar os três gols necessários. O time de Enderson Moreira já não tocava mais a bola para ganhar espaço no ataque.

Diante da apatia que dominou seu adversário, o Tricolor não soube aproveitar porque abusava das jogadas individuais. Mesmo quando Luis Fabiano balançou as redes pelo lado de fora, havia Lucas livre como opção na pequena área. Os erros, entretanto, não eram tão fatais devido à vantagem conquistada no Morumbi.

O intervalo não serviu para injetar ânimo à equipe alviverde. Mas foi útil para Leão definir uma nova estratégia. Sem ter um especialista de confiança para marcar na cabeça de área, resolveu espalhar seus atletas na intermediária defensiva, deixando Jadson, Lucas e Luis Fabiano, às vezes ajudados por um lateral, para contra-atacar.

A estratégia valeu um escanteio que Rhodolfo cobrou nas redes aos 11 minutos, mas o árbitro invalidou alegando falta na grande área. Na sequência, o Goiás assustou com Peter, mas o Goiás não tinha tática ou empenho para buscar a goleada necessária para conseguir a vaga.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Cortez marcou seu primeiro gol pelo São Paulo aproveitando contra-ataque e assistência de Luis Fabiano

O time de Leão, porém, tinha tudo isso e eficiência até para corrigir o individualismo que prejudicou a equipe no primeiro tempo. Aos 16 minutos, Jadson lançou Luis Fabiano, que avançou na intermediária, limpou Marcos Paulo e tocou com precisão entre dois marcadores para Cortez dominar na grande área e bater na saída de Harlei.

 

A classificação estava tão consolidada que a torcida são-paulina presente gritava “olé” e Jadson, na tentativa de retardar o reinício da partida, passou a fazer embaixadas com a bola antes de levá-la ao local no qual o Goiás bateria falta. Iarley se irritou e brigou com o meia, Luis Fabiano e Edson Silva. Na cobrança, Egídio contou com desvio da barreira para empatar, aos 36 minutos do segundo tempo.

O lance e o gol, contudo, foram um raro momento de tensão no confronto. A vitória por 2 a 0 no Morumbi, na primeira partida, definiu a classificação são-paulina para as semifinais da Copa do Brasil.

 

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo