Torcida aciona FMF e quer indenização de R$ 10 milhões

19 de janeiro de 2011 - 10:18 | Postado por:

 

A torcida do União Esporte Clube, de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá),  campeão mato-grossense de futebol em 2010, entrou com uma representação no Ministério Público Estadual (MPE), requerendo a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

Além de exigir a vaga, os torcedores pedem uma indenização no valor de R$ 10 milhões, por danos morais, e afastamento do presidente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), Carlos Orione.

A representante da torcida colorada, Elizabeth Amália Palhano, a “Teca”, disse ao MidiaNews, nesta terça-feira, que os torcedores querem a garantia da participação na Série D e a multa é para ressarcir os investimentos que foram feitos na campanha do Estadual em 2010.

“Tivemos todo um trabalho de marketing, viajamos para todas as cidades, isso gera um custo. Esse investimento seria recompensando com a participação na Série D, na qual o clube teria mais visibilidade”, disse Teca.

Segundo ela, os torcedores entraram com pedido baseado no artigo 3º do regulamento do Campeonato Brasileiro da Série D, que garante ao primeiro classificado do Campeonato Estadual o direito de disputar a competição, nessa categoria. Excluindo-se, obviamente, os clubes que já estão na Série A, B ou C da temporada 2010.

“Por motivos até então totalmente desconhecidos de toda população de Rondonópolis, em  especialmente, por nós torcedores, o presidente da Federação Mato-grossense de Futebol, Carlos Orione, ao invés de formalizar junto à CBF o nome do clube campeão estadual de 2010, União Esporte Clube, para a participação do Campeonato Brasileiro da Série D, por critérios políticos, talvez, formalizou o nome da agremiação arquirrival do nosso clube – O Vila Aurora, conhecido por Tigrão da Vila – para participar daquele certame nacional”, destacam os torcedores. no documento protocolado no MPE.

O grupo de torcedores usou os artigos 5º e 9º do Estatuto do Torcedor para pedir ao MP que promova uma ação civil pública para garantir que o União fique com o direito de disputar a vaga da Série D deste ano, em razão das mudanças de critérios da FMF, e a destituição do presidente da FMF.

Outro lado

O presidente da FMF, Carlos Orione, não foi localizado para falar sobre o assunto. Ele não atendeu às ligações para seu telefone celular.

Na página da entidade, na Internet, há um aviso de “férias coletivas”, sem especificar uma data para o retorno às atividade.

Contrato suspeito

Esta não é primeira vez em que a FMF fica no centro de uma questão polêmica envolvendo o futebol profissional de Mato Grosso. O presidente Carlos Orione é acusado de manobrar para favorecer clubes e emissora da TV, na formulação do Estadual de Futebol.

Apesar de cobrado, ele não revelou transparência em seus atos, dando margem a suspeitas.

Em 2010, por exemplo, o presidente do Sinop Futebol Clube, Altair Cavaglieri, acusou a federação fazer pressão para que o clube assinasse um contrato de exclusividade de transmissão de jogos do Campeonato Estadual que a entidade concedeu à TV Centro América (Globo/4).

Na ocasião, Cavaglieri disse que havia outros dirigentes insatisfeitos. “O Carlos Orione [presidente da FMF] não me mostrou o tal contrato. Ele me liga várias vezes, todos os dias… Mas, já disse para ele que assino apenas depois de ler o documento. Ele quer que eu assine primeiro, para depois me dar uma cópia. Um absurdo!”, afirmou Cavaglieri, em entrevista ao MidiaNews, no ano passado.

O dirigente sinopense defendeu, ainda, que o direito de arena fosse do seu clube, que investiu alto para participar da competição naquele ano.

As reclamações, por sinal, eram as mesmas do presidente da Associação dos Amantes do Futebol e Amigos do Mixto (Afam), Éder Moraes (então secretário de Fazenda do Estado), que, em entrevista ao site, reclamou de Carlos Orione, justamente pela falta de diálogo com os clubes, principalmente, na hora de firmar o contrato com a TV global.

A emissora se recusou a falar sobre o contrato, em todas as ocasiões em que foi procurada pela reportagem.

Deixe um comentário

© Copyright 2016 TV Taquari Rede Record. Política de Privacidade.
Desenvolvido por: Agência Camargo